A solenidade foi iniciada com a entrada dos participantes acompanhados por integrantes das Ordens Demolay e Filhas de Jó. Em seguida, foi realizada entrada das bandeiras com execução do Hino Nacional pela cantora conquistense Cláudia Rizo. Com a abertura e leitura do Livro da Lei pelo irmão Edilson Lins, teve início, oficialmente, a cerimônia de posse, que seguiu com atos de homenagens, agradecimentos e ritos inerentes à Ordem.

 

Após proferir o juramento de cumprir, perante o Grande Arquiteto do Universo (Deus), os deveres do cargo, observar e cumprir o estatutos, códigos e leis maçônicas, Arlindo Neto foi paramentado por sua família (ato de vestir o avental e demais indumentárias de simbologismo maçônico).  Como parte final do rito de posse, o novo Grão-Mestre  recebeu, ao lado da sua esposa, o malhete, símbolo da força superior, da responsabilidade e da ordem do Venerável Mestre e dos Vigilantes, entregue pelo respeitabilíssimo irmão Jair Tércio. Uma vez empossado, Arlindo Neto formou a  nova diretoria da GLEB para o triênio 2018-2021, dando posse para o Grão-Mestre adjunto Baltazar Miranda Saraiva e os primeiro e segundo vigilante, Diacis Mateus dos Santos e Claudiano Luiz da Fonseca , respectivamente.

Discurso de posse

O amor ao próximo e a Deus foi o ponto central das palavras proferidas pelo recém empossado Grão-Mestre Arlindo Neto. Após agradecer a presença dos irmãos, amigos e autoridades ali representadas, o sereníssimo expressou o desejo e compromisso de montar uma diretoria capacitada e coesa, no intuito de trabalhar de forma unida para atendimento do propósito da GLEB e da Maçonaria Universal. Em sua fala, ainda agradeceu a amizade e receptividades de todos os irmãos que aceitaram a construção de um plano de gestão sem promessas pré-fixadas, mas construídas ouvindo os irmãos de cada oriente e cada região por onde passou. Agradeceu também a sua família pelo apoio e ajuda sempre recebidos.

Finalizou seu discurso sem nada prometer, a não ser muito trabalho, dedicação e austeridade  para condução dessa nova jornada. “Rogo ao Grande Arquiteto do Universo, a Jesus, mestre e amigo e aos espíritos que nos guiam, que nos deem força, sabedoria e humildade para trabalhar na construção do templo da Beleza, da ética e moral dentro de cada um de nós, como o Mestre perfeito, a fim de tornar feliz a humanidade pelo aperfeiçoamento dos costumes”.

Selo comemorativo

Durante o evento, foi lançado, pela Superintendência Estadual dos Correios na Bahia, representada no ato pela servidora Evelyn Negrão Santana, o selo comemorativo aos 91 anos da Grande Loja do Estado da Bahia.  Na ocasião, o irmão Jair Tércio foi homenageado participando do ato de obliteração e validação do selo.

Participação cultural
Para apresentar e valorizar a arte conquistense, o público foi agraciado com uma apresentação do trio de músicos locais, composto por Elton Becker, Petrônio Joab e o maestro João Omar. Poesias e canções que destacam a regionalidade e riqueza cultural do sudoeste baiano foram apresentados, com apresentações de obras de Elomar Figueira e do Nordestino Luiz Gonzaga.

A família

Arlindo Neto é casado com Sheyla Weber Correia Pereira e é pai de três filhas: Ana Carolina Correia Pereira, Emilia Correia Pereira e Lara Correia Pereira. Além delas, compareceram à posse sua mãe, genros, irmãos e demais familiares.

Trajetória Maçônica

Um dos mais respeitados líderes da Maçonaria conquistense, Arlindo Neto exercia, até o momento, a função de Grande Secretário de Relações Exteriores junto à Grande Loja do Estado da Bahia – GLEB. Em sua trajetória, atuou ativamente da Loja Maçônica Fraternidade Conquistense, onde exerceu cargos de Primeiro e Segundo Vigilante, além de dois mandatos de Venerável Mestre. Pertencendo ao grau 33 da ordem, é fundador e membro honorário de diversas lojas do interior baiano. O mais novo sereníssimo Grão-Mestre do estado participou de inúmeros congressos maçônicos e recebeu homenagens distintas de Ordens Maçônicas e Para-Maçônicas.

Carreira pública

Arlindo Neto atuou na cidade como servidor público do INSS por mais de 39 anos. Durante esse período, exerceu cargos de chefias e gerente-executivo por treze anos consecutivos. Durante sua gestão, participou ativamente da expansão da instituição na região que compreende 73 municípios e 23 Agências da Previdência Social. Se aposentou em maio de 2016, e, na ocasião, foi reconhecido pelo instituto, na pessoa do Ministro da Previdência Social Miguel Rosseto, como melhor gerente-executivo do Brasil.